segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Alguém solicitou uma nova senha para sua conta do Facebook.

Alguém solicitou recentemente para redefinir sua senha do Facebook. Clique aqui para alterar a sua senha. Ou, você pode inserir o código de redefinição da senha a seguir: 069477 Não solicitou esta alteração? Se você não solicitou uma nova senha, avise-nos imediatamente .     Alterar senha    
 
Alguém solicitou recentemente para redefinir sua senha do Facebook.
Clique aqui para alterar a sua senha.
Ou, você pode inserir o código de redefinição da senha a seguir:
069477
Não solicitou esta alteração?
Se você não solicitou uma nova senha, avise-nos imediatamente.
 
 
Alterar senha
 
 

Alguém solicitou uma nova senha para sua conta do Facebook.

Alguém solicitou recentemente para redefinir sua senha do Facebook. Clique aqui para alterar a sua senha. Ou, você pode inserir o código de redefinição da senha a seguir: 069477 Não solicitou esta alteração? Se você não solicitou uma nova senha, avise-nos imediatamente .     Alterar senha    
 
Alguém solicitou recentemente para redefinir sua senha do Facebook.
Clique aqui para alterar a sua senha.
Ou, você pode inserir o código de redefinição da senha a seguir:
069477
Não solicitou esta alteração?
Se você não solicitou uma nova senha, avise-nos imediatamente.
 
 
Alterar senha
 
 

Alguém solicitou uma nova senha para sua conta do Facebook.

Alguém solicitou recentemente para redefinir sua senha do Facebook. Clique aqui para alterar a sua senha. Ou, você pode inserir o código de redefinição da senha a seguir: 069477 Não solicitou esta alteração? Se você não solicitou uma nova senha, avise-nos imediatamente .     Alterar senha    
 
Alguém solicitou recentemente para redefinir sua senha do Facebook.
Clique aqui para alterar a sua senha.
Ou, você pode inserir o código de redefinição da senha a seguir:
069477
Não solicitou esta alteração?
Se você não solicitou uma nova senha, avise-nos imediatamente.
 
 
Alterar senha
 
 

terça-feira, 23 de junho de 2015

Alguém solicitou uma nova senha para sua conta do Facebook.

Alguém solicitou recentemente para redefinir sua senha do Facebook. Clique aqui para alterar a sua senha. Ou, você pode inserir o código de redefinição da senha a seguir: 297712 Não solicitou esta alteração? Se você não solicitou uma nova senha, avise-nos imediatamente .     Alterar senha    
 
Alguém solicitou recentemente para redefinir sua senha do Facebook.
Clique aqui para alterar a sua senha.
Ou, você pode inserir o código de redefinição da senha a seguir:
297712
Não solicitou esta alteração?
Se você não solicitou uma nova senha, avise-nos imediatamente.
 
 
Alterar senha
 
 

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

30 Horas

30 Horas Entenda a importância da regulamentação da jornada de trabalho da enfermagem em 30 horas Aprovação do Projeto de Lei 2295/2000 A categoria de enfermagem abrange três classes de trabalhadores: o Auxiliar de Enfermagem, o Técnico de Enfermagem e o Enfermeiro, tendo garantido através da lei do exercício profissional. É a única profissão que permanece durante 24 horas junto ao paciente prestando total assistência e provendo a melhoria da qualidade de uma assistência integral, visando ações de promoção, proteção e recuperação da saúde. Os profissionais de enfermagem participam ativamente, além da assistência direta ao paciente, também na administração, planejamento, organização e funcionamento de todos os serviços de saúde, quer sejam públicos ou privado. Atua ainda na área domiciliar, com manejo de pacientes de alto risco, que apresentem uma dependência maior, inclusive fazendo uso de tecnologias avançadas. O trabalhador de enfermagem há anos aguarda a regulamentação da Jornada de Trabalho em 30 horas, pois inúmeras e justas são as causas, dentre elas, melhores condições de trabalho e melhoria na qualidade da assistência prestada aos clientes, pois as atividades desenvolvidas possuem características próprias, como o CUIDAR com qualidade profissional e responsabilidade, ambas imprescindíveis para salvar vidas. A Enfermagem, predominantemente exercida por mulheres, enfrenta dupla ou tripla jornada laboral, comprometendo a saúde deste trabalhador, aumentando o desgaste físico, psicológico, emocional, e assim, acarretando doenças ocupacionais e aumento de acidentes, expondo o usuário/cliente a graves riscos e danos por vezes irreparáveis. A jornada de trabalho de 30 horas é recomendada pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) da Organização das Nações Unidas, da 2ª Conferência Nacional de Recursos Humanos para saúde, da 3ª Conferência Nacional de Gestão do Trabalho ao reconhecer que os trabalhadores em saúde convivem com situações extremas de sofrimento e exposição a ambientes insalubres. A Enfermagem Brasileira solicita compromisso e responsabilidade da sociedade com a aprovação imediata do PL 2295/2000. FNE – Federação Nacional dos Enfermeiros https://www.youtube.com/watch?v=0Dt0oy0qoB4

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

COFEN DESTACA VITÓRIA DA SAÚDE NA MANUTENÇÃO DOS VETOS PELO CONGRESSO

Com a ratificação pelo Congresso da manutenção dos vetos, a lei que disciplina a profissão da medicina se mantém com os dez itens vetado ... Depois de intensas manifestações para que os vetos ao Ato Médico realizados pela presidenta da República, Dilma Rousseff, não fossem derrubados, o Congresso Nacional manteve os respectivos vetos à Lei 12.842/2013, numa votação bastante movimentada na madrugada desta quarta-feira (21). “Os parlamentares tomaram o remédio da lógica e da razão. Votaram em favor do modelo de saúde consolidado como o melhor do mundo ao favorecer a integralidade da saúde nos princípios da universalidade e equidade, respeitando a multidisciplinaridade e o cuidado interdisciplinar”, destaca o presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Osvaldo Albuquerque.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Nota: Cofen destaca vitória da saúde em veto do Ato Médico

ATENÇÃO - PROFISSIONAIS DA SAÚDE Data: 11/07/2013 Em relação ao veto parcial do Ato Médico- Projeto de Lei n. 268, de 2002 -realizado pela presidenta da República,Dilma Rousseff, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen ), a Associação Brasileira de Enfermagem (Aben) e a Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE) ressaltam que essa medida representa uma grande vitória da saúde brasileira e da valorização dos profissionais de saúde, em especial, de todos os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. O quarto artigo da lei, que define as atividades que são exclusivas aos médicos, teve dez pontos vetados. Um dos trechos mais polêmicos, que definia ser privativo aos médicos a formulação do diagnóstico e a respectiva prescrição terapêutica, foi suprimido pela presidente. Destaca-se que o veto parcial ao Ato Médico reforça a importância da Enfermagem na manutenção de ações preconizadas em protocolos e diretrizes clínicas estabelecidas no Sistema Único de Saúde (SUS) e em rotinas e protocolos consagrados nos estabelecimentos privados de saúde. Com isso, o governo atende aos princípios básicos da saúde e garante a implementação das políticas públicas em todo o país. As razões do veto apontam, ainda, para a relevância de se manter a união entre as entidades representativas da categoria e a permanência na construção de um diálogo em favor de melhorias nas condições de trabalho e de assistência à saúde para toda a sociedade. Apesar dos avanços já alcançados, destacamos que ainda há muito a ser feito, como a regulamentação da jornada de trabalho em 30 horas semanais a partir da aprovação PL 2295/00, a instituição de um piso salarial para a categoria- PL 4924/2009, além de demandas que impactam diretamente no cuidado com o paciente. Confira aqui o veto na íntegra. http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=6&data=11/07/2013 Fonte: Ascom/Cofen http://novo.portalcofen.gov.br/nota-cofen-destaca-vitoria-da-saude-em-veto-do-ato-medico-2_20370.html

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Comissão de Seguridade vai fazer auditoria nos conselhos de Enfermagem - 28/06/2013 - 15h29

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou na quarta-feira (26) a realização de auditoria nos contratos do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Apresentada pelas deputadas Rosane Ferreira (PV-PR) e Carmen Zanotto (PPS-SC), ambas enfermeiras, a proposta (PFC 107/13) pede investigação dos processos licitatórios, contratos e convênios no âmbito do conselho firmados e executados de 2008 a 2013, inclusive com os conselhos regionais. O processo será realizado conjuntamente com o Tribunal de Contas da União (TCU). Conforme explica o relator, deputado Mandetta (DEM-MS), em 2005, operação da Polícia Federal prendeu 17 pessoas ligadas ao Conselho Federal e aos conselhos regionais de Enfermagem, inclusive o então presidente Gilberto Linhares. Foram apurados crimes como peculato, formação de quadrilha e até homicídio, segundo o relator. À época, o desvio foi estimado em R$ 50 milhões. Passados oito anos, acrescenta Mandetta, “ainda há indícios, noticiados pela imprensa nacional, de que continuam os vícios e irregularidades sendo cometidos pelos gestores destas autarquias”. Autarquias No Brasil, segundo Mandetta, existem aproximadamente 1,8 milhão de profissionais de enfermagem, submetidos à fiscalização dos conselhos regionais e Federal de Enfermagem para o exercício da profissão. Estas instituições, criadas pela Lei 5.905/73, constituem autarquias federais vinculadas ao Ministério do Trabalho. Estima-se o orçamento dessas instituições em R$ 280 milhões, composto por tributos devidos à natureza autárquica do órgão. “Ou seja, são autarquias mantidas com o pagamento de taxas e anuidades de todos os profissionais de enfermagem devidamente habilitados, portanto, submetidas ao controle externo”, sustenta. Reportagem – Maria Neves Edição – Newton Araújo http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/SAUDE/446379-COMISSAO-DE-SEGURIDADE-VAI-FAZER-AUDITORIA-NOS-CONSELHOS-DE-ENFERMAGEM.html